Pai é salvo por menina de 3 anos após derrame

asaaaAlgumas pessoas passam por situações bem complicadas e não sabem com resolver, não foi o que aconteceu com a garotinha Molly McCabe, de apenas 3 anos.

Ela, sua irmã Meggie e seu pai Trevor, de 27 anos brincavam alegremente no quintal de casa, em Winchester, Virgínia, nos Estados Unidos quando Trevor inseperadamente sentiu-se mal, posteriormente a família descobriria que foi um derrame.

as

Molly foi muito ágil, pegou o celular do pai e fez uma chamada de vídeo para sua mãe Deven que estava trabalhando na unidade de cuidado neurointensivo do Winchester Medical Center, quando ela atendeu à chamada da menina.

Segundo a mãe ela foi muito corajosa. Disse que o papai estava passando mal e o mostrou, assim pude ver que ele estava deitado no chão”, disse Devon em entrevista para a rede NBC.

A mãe ao saber do ocorrido ligou imediatamente para a emergência, que levou Trevor para um centro médico, onde ele foi atendido e medicado. No entanto, o probema era ainda maior, pois  Trevor estava com um coágulo sanguíneo na artéria do tronco encefálico.

Durante o tempo que o pai estava desacordado Molly ainda cuidou da irmã mais nova Maggie.

Depois do susto Trevor passa bem, contudo terá que passarm por mais alguns procedimentos médicos. Para custear as despesas a família criou uma vakinha on-line e prentende arrecadar , cerca de 50 mil dólares (200 mil reais).

Para nós brasileiros, é difícil entender como funciona a saúde nos Estados Unidos,mas vamos tentar explicar. Eles adotam o sistema federalista, o que significa que cada estado pode criar regras e leis próprias.Entretanto, cada estado oferece diferentes tipos de coberturas de saúde e regula o funcionamento dos convênios médicos em seus territórios. Em todo o país, há clínicas e hospitais particulares e públicos. As provedoras de seguro geralmente são empresas privadas separadas dessas instituições.

A forma mais comum de obter um plano de saúde nos Estados Unidos é trabalhando em uma empresa que ofereça o benefício aos funcionários. No entanto, grande parte dos americanos não é beneficiada por essa prática e não tem dinheiro suficiente para pagar um convênio. Em 2007, 46 milhões de pessoas não tinham seguro, de acordo com dados do Census Bureau divulgados pela BBC. Após a criação do Obamacare, esse número vem caindo. Em 2016, 28 milhões não tinham convênio médico. Os que não o possuem enfrentam dificuldades quando precisam arcar com cuidados médicos. Dependendo da complexidade do atendimento necessário, é possível ir à falência.

Deixe-nos saber o que você achou, sua opinião é muito importante para nós.

Fonte: NBC/Politize/ Imagens: Devon McCabe/Arquivo pessoal

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s