Síndrome da morte súbida leva dois irmão trigêmeos a morte. A razão é descoberta seis meses depois

By

A síndrome da morte súbita deixou um irmão sozinho ao lado de seus dois irmãos trigêmeos. Após seis meses a razão foi descoberta.

Devido a uma infecção pulmonar dois pequenos irmão foram encontrados mortos ao lado de seu irmão que sobreviveu. Após investigação, seis meses após o óbito, foi constatado que os dois meninos morreram por tipos de infecções diferentes, mas ambas causadas principalmente por uma única razão: envenenamento por monóxido de carbono.

O triste acidente ocorreu  com a mãe solteira Sarah Owen e dois de seus trigêmeos : Charlie e Noah. Os meninos eram prematuros, porém, eles eram examinados pelo médico constantemente.

Tudo estava indo bem até certa noite, uma semana após a visita do médico, Sarah não conseguiu acordar dois de seus bebês. Ela correu para pedir ajuda, mas já era tarde demais. Charlie morreu de broncopneumonia, uma infecção nos pulmões causada por inflamação e prematuridade.

O diagnóstico de Noah foi infecção do trato respiratório, que afetou seus pulmões, garganta ou vias aéreas, causada pela prematuridade. A família ficou inconsolável, mas afirmou que permaneceria forte para dedicar seu amor ao último dos trigêmeos – Ethan.

A SMSI (síndrome da morte súbita infantil) é um problema trágico, recorrente hoje em dia. Anualmente, cerca de 300 bebês morrem por razões desconhecidas e, geralmente, enquanto estão dormindo. Doenças menores, fumaça do tabaco e até mesmo dormir com adultos são fatores que podem causar esta condição.

No entanto, a razão comum que é notada em tais acidentes é a prematuridade. Nesse caso, o bebê está enfraquecido e seu sistema imunológico não é capaz de lidar com o perigo.

A infecção torácica não foi diagnosticada como a causa de morte desde o início. Como a SMSI é realmente difícil de investigar, primeiramente, a polícia afirmou que as crianças haviam morrido de maneira natural. No entanto, logo foi descoberto que o envenenamento por monóxido de carbono influenciou a progressão das doenças.

O problema pode ser causado por eletrodomésticos usados inadequadamente, tais como fornos ou aquecedores. Pelo fato de não se conseguir sentir o cheiro do monóxido de carbono no ar ele torna-se extremamente perigoso. Caso faça uso desses equipamentos uma manutenção preventiva é recomendável que seja feita afim de evitar tragédias como essa.

Fonte e imagem: Youtube/ Breaking News

E aí, gostou da nossa publicação?

Compartilhe com seus amigos e família e não deixe de curtir nossa página no faceFacebook  Mães em ação , assim você fica por dentro de tudo o que rola no mundo das mamães!

Caso tenha alguma dúvida escreva para: contato@maesemacao.com.br que teremos o prazer em te ajudar.

 

Anúncios