Dicas de como lidar com o Terror Noturno

terror

A #deusadafofícia, desde dos 9 meses, tem alguns dias do mês, normalmente dias em que ela fica bastante agitada, que no meio da noite ela acorda gritando, esses episódios começaram quando voltei da minha licença maternidade. E eu demoro bastante para conseguir acalmá-la, com isso, resolvi pesquisar sobre isso e compartilhar o que eu achei com vocês. A  única parte boa desses episódios é que a criança não vai se lembrar de nada.

O que é terror noturno?

O terror noturno infantil é o estado no qual se apresenta uma criança com dificuldades para dormir tranquilamente a partir dos 5 a 20 primeiros minutos de sono, período no qual o sono ainda não atingiu o seu estado profundo, ou seja, ainda não atingiu o período dos sonhos. Os terrores noturnos acontecem com pelo menos 5 por cento de todas as crianças, e podem começar já aos 9 meses de idade. São um transtorno do sono misterioso, que ocorrem quando a criança está numa fase em que dorme profundamente, mas não sonha.

Durante uma crise de terror noturno, a criança pode chorar, gritar, gemer, sentar na cama e se debater. Mesmo que ela esteja de olhos abertos, não sabe que você está ali e não se acalma. A crise pode durar alguns minutos ou até mais de meia hora, e, depois que passa, a criança volta a dormir. No dia seguinte, não vai lembrar de nada.

Este transtorno do sono pode acometer pessoas de todas as idades, sendo mais comum na fase infantil, e apresentando melhoras durante a fase da adolescência.

Os casos de terror noturno infantil deverão ser acompanhados clinicamente caso ocorram mais de um episódio por noite ou aconteçam diariamente.

Mas isso não é um pesadelo?

Terror noturno não é um pesadelo, a diferença entre eles é que no pesadelo a criança sabe e se lembra porque está assunstada e pode ficar com medo de voltar a dormir, já o terror noturno que a criança não lembra de nada no dia seguinte.

O que eu posso fazer na hora do terror noturno?

Você pode ficar por perto para garantir que nada aconteça, alguns especialistas recomendam que não se fale com as crianças nesse momento e nem as pegue no colo, porque ele está dormindo, por volta de  mais ou menos em 15 ou 20 minutos o terror noturno passsa e seu filho deve se acalmar sozinho voltando a dormir, se você falar algo eu tentar pegá-lo no colo, isso pode prolongar o episódio.

É uma situação que costuma ser desesperadora para os pais: ver a criança ali tão assustada e não poder fazer nada. Mas é melhor, dizem os especialistas, não tentar acordá-la. Console-se ao saber que pelo menos ele não vai lembrar de nada no dia seguinte.

Quais as causas do terror noturno infantil

As causas do terror noturno infantil podem ser fisiológicas, mas ainda não há um estudo conclusivo sobre o assunto.Sabe-se que o ambiente social, familiar e escolar podem influenciar positivamente ou negativamente nos sintomas que a criança apresenta.

Quais os sintomas do terror noturno infantil

Os sintomas deste transtorno são:

  • Suor excessivo;
  • Taquicardia;
  • Medo;
  • Dilatação da menina dos olhos;
  • Agitação;
  • Sonambulismo;
  • Desespero.

Há algo que eu possa fazer para evitar que o terror noturno aconteça?

Sim, há várias medidas que você pode tomar para diminuir a chance de seu filho sofrer dos terrores noturnos. Em primeiro lugar, veja se ele está dormindo o suficiente. Crianças que ficam cansadas demais têm mais tendência a passar por terrores noturnos.

Para fazer com que ele durma mais, prolongue a soneca da tarde, deixe-o dormir um pouco mais de manhã ou então coloque-o na cama mais cedo à noite. E capriche no ritual da hora de dormir, para ajudá-lo a se acalmar.

Os terrores noturnos costumam acontecer na primeira metade da noite. Por isso, uma estratégia, se nada mais estiver funcionando, é dar uma leve acordada na criança de uma a duas horas depois de ela ter adormecido – cerca de 15 minutos antes do horário em que as crises costumam acontecer. Com isso, o padrão de sono é alterado e há a possibilidade de o episódio de terror noturno ser evitado.

Terror noturno infantil tratamento

O tratamento para este tipo de transtorno deverá ser através da psicoterapia e prevenção.É aconselhável que haja horários determinados para o sono da criança, que se evite alimentos de difícil digestão antes de dormir, e , que se diminua o ritmo e a luz do ambiente para prepará-la para o momento do sono.

Para prevenir que a criança se machuque durante uma crise, prepare o quarto com poucos objetos e mantenha uma luz acesa, que proporcione o mínimo de claridade.

Como o terror noturno pode prejudicar a socialização da criança

A criança que sofre com este transtorno pode apresentar problemas clínicos graves, sonolência e irritação.Estes problemas podem dificultar a socialização da criança na escola e comprometer seu aprendizado.

A partir deste ponto, a frustração da criança e o sofrimento dos pais em vista do baixo rendimento dos filhos, geram um ciclo vicioso do qual poderá surgir mais fatores desencadeantes, como, estresse, depressão, tensão e outros.

terrornoturno

Fonte: Baby Center Brasil  e Tekatun
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s