Sou mãe: Mudei por fora e muito mais por dentro! Por Juliana Brandileone

By

11992633_863667617051437_630764836_nBem…
Hoje vamos falar de mente e corpo!
A mente já não tá ajudando muito… o cansaço faz a gente dar umas pifadinhas.
O corpitcho sereia então… ui ui ui
Seria simples se estivéssemos falando de qualquer ser humano, mas isso complica e muito quando falamos de uma mãe!

O fato é que nada, mas nada mesmo é igual ao que era antes de ser mãe.

O texto a seguir é para discontrairmos um pouco em cima de tudo aquilo que incomoda muitas de nós e, em hipótese alguma, foi feito para denegrir ou ofender alguém!

Tudo o que está escrito aqui, em escala diferente para cada mulher, atinge diretamente nosso ego. Sendo assim, busquei uma maneira de colocar pra fora mais ou menos o que pode passar na nossa cabeça nos momentos em que a gente conversa sozinha com o espelho e nosso silêncio…

O que a imagem nos revela, nos faz tirar  conclusões que só nós sabemos… e isso, amigas, a gente nunnnca conta para ninguém na mesma intensidade do que sente e vê naquele momento.

Existem mães que são agraciadas pela genética, outras que é só fechar a boca e fazer exercícios que tudo volta pro lugar, outras ainda que resolvem a funilaria com plásticas! Mas a verdade é… a maioria de nós leva mais tempo do que gostaria investindo tempo, dinheiro e emoção nos projetos do tipo “vem ni mim calça jeans”, “projeto verão 2020”, “sou mãe e sou gostosa”  e por aí vai!

Por muitas e muitas vezes, logo após nos tornarmos mães, a gente acaba trocando os produtos de beleza da Vichy pelos produtos “Vixe” – mais uma vez que não deu tempo de nada!

Enfim, para desenvolver esse texto com certa fidelidade e alguns exageros, montei uma mãe Frankenstein… sim, com uma parte de cada mãe que conheço, “montei” uma só!

Você poderá se identificar com uma ou mais partes… mas se for tuuuuudo haja amor kkkk.

Chega de explicações e vamos ao fato!

Tudo começa pela cabeça da gente. Quando engravidamos, vamos aos poucos mudando, mudando e mudando até nos tornarmos mães de verdade. A gente lê tudo, se informa de tudo e quando nossos filhos nascem, a gente esquece tudo ou tem a certeza de que alguém arrancou as páginas do manual da mãe: modo de usar.

São 9 meses de preparo que, na ânsia de ter tudo perfeito para a chegada do baby, vamos queimando a mufa desnecessariamente e pifando alguns neurônios. Sabe o que é pior? Vamos dar falta deles logo mais…mas beleza, sigamos em frente.

Enfim… Do “todo” de ser mãe, vamos às partes…rs

A mulher fica linda grávida.
Pele linda…
Cabelo lindo (que logo começa a cair) e, mesmo com aquele rosto de lua cheia, se sente a poderosa Adele …Rolling in the Deeeeee…eeee….ep…

Não precisa de muita maquiagem… todas as fotos mostram o rosto mais lindo de felicidade!

Dia de parto…  o rosto vira um baiacu! Innnnflaaa… e infla mais ainda de tanto soro depois!!

Vem a foto do parto… que emoção!
Você olha primeiro pro bebê e depois dá de cara com você com aquela touca medíocre do hospital e mesmo assim tá  linda… E quando conseguem pegar a lágrima no canto do olho de emoção da mãe estampada na foto?… aff, um luuuxo!

Plaft… tapa na cara e acabou o encanto lindona. A partir de agora a Adele dá  espaço a Mama Bruscheta no tornado (nada pessoal rs).

Cabelo preso do jeito que dá e nada de maquiagem. Além de não pensar nisso agora, a gente pensa no bebê…qualquer coisa que tenha contato pode gerar alergia. Olheiras… sim elas ressaltam sem os milagrosos corretivos e as noites mal dormidas… mas beleeeeza, você é mãe!

Peito à lá Fafá, enquanto amamenta tudo lindo. Peitão gigaaante, firrrme que alimenta! Alguns maridos sentem até ciúme e jogam paninho em cima kkkkk.

Mas e quem não amamenta? Tem aquele peito imenso, que às vezes empedra e dá um puuuuta trabalho. Ele também vai murchar amigas, e vai te desobedecer na tentativa de ver de perto qual é a cor do esmalte que o dedão do pé tá usando…

Tamanho do sutiã aumenta e você compra um novo pra não parecer um sorvete fora da casquinha com as moitinhas pulando pra fora… Agora você procura um que diminua e ajeite tudo lá dentro bem preso. Passa um tempo, ele diminui!

Nesse estica e puxa juntando com os fatores de tempo e a ausência do silicone, às vezes caem pra valer e às vezes não. O fato é que você quer se sentir poderosa e estufar o peito de leoa e então?

E então que você vai lá e compra tuuuuudo de novo… agora um que empine. .. ressalte, realce e não pareça sutiã de senhorinha… ô lambança!

Os braços… sim eles inflaram também… e aí quando murcham….?? Aff! Tchauzinho agora só de miss! Vizualiza a cena aí e vai…

Enrijece o muque elevando a mão e endurecendo o punho! Fica com braço de Barbie em um L estilizado e balança só  POUCOOOO… só a mãozinha!

Passe por nojenta… dane-se! Bem pior que isso é mostrar aquele braço balangando igual a boca de um bulldog depois de beber água!

Mãos… simmm… elas inchammmm!
A aliança assume um papel de Jack estripador… apeeeeerta sem dó porque você esqueceu de tirar antes rs…

Particularmente, vários dias acordei com a luva do Mickey na minha mão!
Sensação de ter ficado assoprando os dedos durante a noite toda para ficarem daquele tamanho!!

Só Jesus na causa!

Barriguinha enorme e lustrosa durante meses…a gente passa 976 cremes e óleos caaaaros pra caramba na barriga para uma semana antes do parto a barriga descer e você acreditar que dormiu com algum Tundercat… tudo riscado!!!

As estrias chegaram e trouxeram a família para uma infeliz estada!

Pãtaqueoparéu!

Não gente… Não dá para pensar em finesse tamanha raiva que dá! Você cuida pacas e sua pele te trai? Parece que do dia pra noite você trocou o creme por um rastelo!

Nesse momento, você já desesperada, esquece os cremes de gestante que não adiantam mais concheta nenhuma e começa a pensar em qual pomada ou creme vai usar depois que o bebê nascer… haja blog e conselhos de outras mães.

Depois disso a gente ainda pensa…  agora que hospedo uma zebra na barriga vai vir a segunda parte!!!

Essa barriga vai murchar e eu vou parecer aquelas bexigas velhas de fim de festa embaixo da mesa do bolo (complexa a cena), aff que ódio!!

Haja oxitocina!!!

Na parte de trás, nas costas, aqueles dois totós que moram entre a parte de cima e a debaixo do sutiã… pra que isso gente?? Seria uma tentativa de nascimento de peitos nas costas para potencializar a maternidade?

Tenha dó! Desnecessário…

Cintura de pilão!

Oi… onde?… o  bebê saiu da barriga e a barriga não saiu de você, ainda tá lá!!!
Não poderiam ser gentis e tirarem o excesso adiposo como se fosse um programa pró auto estima!? Olha que bacana!! Poderia ser um programa do governo: minha pança, minha vida!

Óóóóó… bacana hein!?

Umbigo… sinônimo de emoticon triste : (
Tá lá… tentando sobreviver a tudo que foi gerado a mais envolta dele! Tenho fé que ele volte a forma de letra O.

Para o corte da cesárea alguns centímetros de pontos… Com o tempo isso vai embora eu sei, mas no pós parto  só serve de referência entre o hemisfério norte e sul do corpo!

Descendo um pouco ppro parquinho, tudo interditado… grama aparada. Para o parto normal um tempo para tudo voltar ao que era na medida do possível… tem gente que não tem tanta sorte quanto ao voltar ao normal… mas beleza.

Para a cesárea, a gente lembra que depende daquela parte adormecida para fazer xixi… e só!

Tem gente que não vê a hora de passar a quarentena para ter diversão… tem muuuuita gente que tenta acordos frustrados com RÁ – Deus do Sol para que os dias não passem kkkkkk e as noites não cheguem! A volta da diversão nem sempre é simples e fácil… As mulheres entendem, muitos homens não.

Coxas perfil Tender… roliças, tenras e grandes… e com alguns buraquinhos. Nesses buraquinhos estão escritos várias palavras de amor em braile…. tenho certeza, mas ninguém entende, nem nós!

Bumbum… bem, esse é bem particular pois existem várias formas e tamanhos. Tem gente que fica feliz que cresce um pouco… tem gente que quer morrer com medo de causar um deslocamento de ar de tanto que cresceu… o fato é que rebolamos sem jeito por um tempo, acostumamos e aprimoramos o gingado!

Alguns joelhos sofrem… por peso ou por circunferência, o fato é que é um lugar danado pra reter líquido. Dali pra canela algumas vezes perde-se o contorno da panturrilha e tornozelo e vira tudo uma coisa só… parece que a gente está andando um cima de uma bobina de papelão.

Pés… Antes de engravidar um tamanho e sapatos lindos… Depois… broa!

Quase nada serve nos primeiros dias.
Havainas e rasteirinhas pra que te quero…
Crocs amados me sigam! Feio que parece o sapato da Margarida do Pato Donald, mas confortável como uma nuvem!
Duro é esquecer que está calçada assim e ir pra rua…Ui! a gente sempre encontra alguém.

Palmas para as mães que saem da maternidade no salto! Os pés precisam de um tempo… fato!

Se desse até sugeriria uma separação de corpos kkkk, pé descansa que já volto! Na vaidade a gente insiste e um segundo parto quase acontece! Dói hoje…, mas depois volta… tudo volta, mas hoje não, me passem meu chinelinho please.

Depois de escrever e ler tudo isso, chego a uma conclusão!

Cada uma do seu jeito passa por esses perrengues temporários. Mas somos mulheres, aprendemos a ser vaidosas desde pequenas e como toda mulher, desejamos ser lindas e poderosas pra sempre!

No momento mais mágico da vida que é o de gerar um filho (para e pensa na complexidade disso que acontece sozinho sem as mãos de ninguém) abrimos mão do corpo perfeito para sermos super mães.

Literalmente abrimos espaço dentro de nós para uma vida! É muito amor envolvido nisso…

É necessário se amar… Se cuidar… para também fazer isso por alguém.

Passado o encantamento, vem o contato com a realidade. Apelamos para tudo quando queremos nosso corpo de volta.

Cremes poderosos, academia, comer em prato de sobremesa pra comer menos, Dietas da Lua, do limão, da proteína etc, tratamentos estéticos, da USP, até simpatia de comer de ponta cabeça pra emagrecer (essa funciona pq não fica nada no garfo) … o que der resultado e couber no bolso é lucro e a gente aceita.

Com tudo isso, se o corpo não é mais o mesmo e volta com o tempo, tem outras duas partes do corpo que nunca mais voltarão ao tamanho normal: CORAÇÃO E A MENTE.

Neles passam a habitar o amor mais incondicional do planeta… Com 1, 2, 3 ou quantos forem os filhos o amor não é dividido…É somado!

Passamos a olhar com outros olhos para o mundo e para as pessoas. Nada é maior do que a prioridade da saúde e bem estar dos nossos filhos…nada!

Lembrei até da música que diz: “Por você… Eu tomaria banho gelado no inverno”… Se isso fosse verdade e só tivesse 1 banho quente disponível, sem sombra de dúvidas abriria mão pelo meu filho, seria dele!

Mas passado um tempo, a gente consegue começar a ajustar o nosso jeito de ser mãe e volta a ter o tempo da gente…
Cada uma, de modo particular, tem a sua vaidade guardada…

Cada uma, do seu jeito, ainda sabe do que gosta ou não em si…e a maneira como se sente bem.

O importante nisso tudo é ser feliz com você mesma. Se tudo voltar a ser como antes amém e se não voltar amém também!

Vença o autojulgamento… seja livre. Olhou e não gostou… tente mudar por si, não espere ouvir de nenhuma pessoa que possa te rotular. Corre atrás do prejuízo sem adoecer e enlouquecer. Tudo que é conquistado aos poucos tem seu valor.

Ninguém é perfeito…graças a Deus ou seríamos um monte de pessoas Lego andando por aí.

Vivemos sim ainda num mundo que cultua a melhor forma física como sendo a melhor opção, mas de verdade e outra vez, o legal é ter saúde e ser feliz.

A magreza ainda impera no mundo das belas, mas garanto que tem muitas gordinhas que mandam muito bem no quesito autoconfiança… As mães não dependem de uma imagem física para serem amadas, quistas e respeitadas.

Se ficaram defeitos no corpo, não os valorize!

Encontre nas suas qualidades muitos outros motivos para que esses defeitos fiquem reduzidos a pó. Quando a gente está segura de si, o mundo não te derruba porque você o conquista!

Você é mãe mulher…
Ganhou super poderes… então abuse deles!

Você sente de longe…
Você pressente…
Você interpreta gestos sem palavras…
Você entende um olhar…
Você percebe o silêncio da angústia…
Você conhece o brilho nos olhos…

Seu abraço acalma…
Seu beijo cura…
Suas mãos dão segurança…
Seu sorriso aprova…
Seu coração sempre compreende…
Seu cheiro que não tem igual…

E tudo isso veio de presente para você quando permitiu que uma vida fosse gerada em você!

Seja feliz e curta tudo o que a maternidade te trouxe. Toda marca tem história para contar!

Não existe no mundo uma pessoa mais linda do que a mãe para um filho!

Beijos e até a próxima.

E aí, gostou da nossa publicação?

Compartilhe com seus amigos e família e não deixe de curtir nossa página no Facebook Mães em ação , assim você fica por dentro de tudo o que rola no mundo das mães!

Imagem: internet

Anúncios