Vacinar em clínica Particular ou no posto de saúde????

vacinaQuando a Alice nasceu eu tinha um super plano de saúde que cobria as vacinas desde que fossem dadas na rede credenciada, sempre demos no Instituto David Uip, nos Jardins, ocorre que, quando a Alice tinha 5 meses foi trocado o plano de saúde da empresa do meu marido, com isso, as vacinas não eram mais cobertas pelo plano. O que fizemos? Optamos por continuar dar as vacinas no particular e as vacinas que eram iguais as do posto daríamos no posto.

A vacinação nos postos de saúde de São Paulo, pelo menos os postos que eu passei (Vila da Mercês e Av. Dom Pedro) são excelentes, não tenho o que reclamar.

No meu ponto de vista, se você não tem condições de dar particular, de a do posto, só não deixe de dar.

E outra dica, se você estiver sem grana e optar pela vacinação particular o Lavoisier parcela as vacinas em 10 vezes, e para quem faz questão de dar a vacina no particular e está sem grana  vale a pena!

Achei um site muito legal da Dra. Renata Scatena que explica sobre as vacinas particulares e do posto.

Ao nascer: 
Hepatite B (Preferencialmente deve ser recebida na maternidade nas primeiras 12 hs de vida)

Essa a Alice tomou na  maternidade
BCG
Vacina BCG

Pode ser aplicada já na maternidade ou nos postos de saúde e clínicas particulares no primeiro mês de vida. Não existe diferença entre a BCG do posto, da maternidade ou da clínica particular.

A Alice tomou na maternidade.

A BCG tem o objetivo de prevenir as formas graves de tuberculose. É aplicada no braço direito por via intradérmica (injetável). Alguns dias após a aplicação forma-se uma pequena pápula no local, que irá supurar (abrir) e eliminar uma secreção branca e sem odor (purulenta). Após alguns dias, a ferida se fecha e deixa uma pequena cicatriz arredondada no local. Esta reação é normal e demora em média um mês para se completar, mas há casos em que a ferida demora um pouco mais para evoluir. Não se deve espremer a lesão ou realizar curativo local. É importante que fique uma marquinha permanente no local, denominada pega, caso contrário será necessária uma segunda dose após o 6º mês. Quando a Alice veio para casa achei que essa vacina estava com problema, pois saia muita secreção da cicatriz, mas isso é normal. Ufa!

2 Meses 

Observações importantes para vacinas a serem realizadas com 2 / 4 e 6 meses:

1) A poliomielite é causada por um vírus cuja aquisição se faz por via oral, ou seja, pela ingestão de água ou alimentos contaminados com o vírus. O vírus da pólio causa a tão temida paralisia Infantil; uma doença que felizmente já foi erradicada do Brasil. Porém, a pólio ainda está presente em várias partes do mundo e, por este motivo, é fundamental a manutenção da vacinação.

Polio oral (OPV ou VOP ou Sabin)Vacina de vírus vivos atenuados, composta pelos 3 tipos de vírus da poliomielite, disponíveis na rede pública. A VOP tem sido associada a raros eventos adversos, sendo um deles a  poliomielite paralítica associada à vacina. Ocorre com mais frequência após a primeira dose da vacina (um para 750.000 doses aplicadas) e diminui nas doses subsequentes. É a Vacina do posto de saúde  a partir dos 6 meses  ( as duas primeiras doses , com 2 e 4 meses são feitas com a IPV) e das campanhas vacinais semestrais em crianças com menos de 5 anos de idade e que já receberam duas doses da vacina inativada.

Pólio inativada (IPV ou VIP ): Vacina de vírus inativados, composta pelos 3 tipos de vírus da poliomielite. A imunização com VIP induz altos títulos de anticorpos neutralizantes contra os três poliovírus. É a vacina oferecida nas clínicas particulares e nas primeiras duas doses (com 2 e 4 meses) na rede pública.
Na rede pública a vacina VIP é oferecida separadamente, portanto 1 picada só para ela.

Na rede particular a vacina VIP compõe a hexavalente portanto 1 única picada para 6 vacinas.

2) A DPT é a vacina tríplice bacteriana que previne contra Difteria, Tétano e  Coqueluche (Pertussis). Existem dois tipos de vacina: a comum ou de células inteiras – que é distribuída na rede pública – e a acelular que é oferecida na rede particular. A eficácia dos dois tipos de vacina é bem semelhante, porém a ocorrência de reações adversas diminui em até 70% com o uso da acelular. Isso significa que a DTP(a ) é segura, dá menos febre, menos dor, menos risco de convulsão e hipotonia ( menor reatogenicidade)

Na rede pública a DPT comum é combinada ( uma única picada) com as vacinas: Hepatite B e Hib compondo a vacina pentavalente e deverá ser administrada com 2 /4 e 6 meses.

Na rede particular a DTP acelular é combinada ( uma única picada) com as vacinas: Hepatite B, Hib e VIP ( Hexavalente) que deverá ser ser administrada com 2 e 6 meses e com as Vacinas VIP e Hib B (pentavalente) que deverá ser administrada aos 4 meses

Na rede pública:
A criança receberá 3 picadas ( Penta+ Pneumo+ VIP)

Na rede particular:
A criança receberá 2 picadas ( Hexavalente e Pneumo)

3) Rotavírus:
Evita infecções pelo rotavírus que causa vômito e diarréia podendo necessitar de internação hospitalar.
Vacina oral rotavírus Monovalente apresenta cobertura somente contra o sorotipo G1P1 (rede pública, necessita de 2 doses)
Vacina oral Pentavelente com cobertura para 5 subgrupos do vírus (rede particular, necessita de 3 doses)

4) Pneumocócica
Rede pública Pneumo 10 Valente
Protegerá as crianças contra doenças invasivas e otite média aguda causadas por Streptococcus pneumoniae de 10 sorotipos ( 1, 4, 5, 6B, 7F, 9V, 14, 18C, 19F e 23F )

Rede Particular Pneumo 13 Valente
A pneumocócica conjugada 13-valente protegerá contra os 13 tipos da bactéria pneumococo (1,3,4,5, 6a, 6B, 7F , 9V, 14, 18C, 19A 19F, 23F)
O sorotipo 19 A é considerado um dos mais agressivos para doenças como pneumonia e meningite e o principal na resistência aos antibióticos utilizados para tratar as doenças pneumocócicas. Esta bactéria pneumococo do sorotipo 19A vem crescendo em várias regiões do mundo, inclusive no Brasil, e vem mostrando resistência aos antibióticos.

5) Vacina contra Haemophylus influenzae tipo B (Hib): Esta bactéria é responsável por infecções como otites, pneumonias, sinusites e até mesmo meningites, principalmente em crianças menores de 4 anos de idade. As vacinas dos postos de saúde e das clínicas são iguais, geralmente combinada com outras vacinas (uma única picada).

Dei particular,o plano de saúde cobriu.

3 meses

A vacina contra o meningo C é a mesma na rede pública e particular –  Dei particular,o plano de saúde cobriu.

4 meses

Considerações:
OBS: As vacinas pentavalentes são diferentes na rede pública e particular.

Na rede pública:
As crianças que recebem a pentavalente na rede pública receberão no total 4 doses da vacina Hepatite B ( ao nascer/ 2 / 4 e 6 meses).
Receberão aos 4 meses 3 picadas ( Penta+ Pneumo+ VIP)
Segue as mesmas considerações anteriores quanto a Pneumocócica e rotavírus.

Na rede particular:
As crianças que recebem a pentavalente na rede particular receberão 3 doses da vacina hepatite B ( ao nascer/ 2 e 6 meses)
Receberão aos 4 meses 2 picadas:( Pentavalente + Pneumo )
Segue as mesmas considerações anteriores quanto a Pneumocócica e rotavírus. Dei particular,o plano de saúde cobriu.
5 meses

A vacina contra o meningo C é a mesma na rede pública e particular –  Dei no posto.

6 meses

  1. Gripe: indicada, respeitando a sazonalidade da doença, a partir dos seis meses de idade. No primeiro ano de vacinação da criança com menos de nove anos: administrar duas doses, com um mês de intervalo entre as doses. Nos anos subsequentes apenas uma única dose. É a mesma vacina na rede pública e particular.
  2. Segue as mesmas considerações apontada aos 2 meses.
  3. A partir do sexto mês a vacina oferecida na rede pública é a Sabin.

Dei no particular, mas o plano não cobria mais, a da gripe eu não dei.

 

9 meses

Febre amarela: aplicada em residentes ou viajantes para áreas endêmicas com recomendação da vacina (de acordo com classificação do MS).
Se persistir risco, fazer dose reforço a cada 10 anos.

Não dei essa vacina, pois normalmente só é dada quando a criança vive em local de risco.

12 meses

A vacina Tetra Viral (SCR+ Varicela) protegerá a criança de quatro doenças virais: Sarampo, Rubéola , Caxumba e Varicela. Dei no particular, mas o plano não cobria mais.
Na UBS será fornecida, como dose reforço, aos 15 meses somente a tríplice viral ( SCR), ou seja, não será fornecido a segunda dose da varicela.
A vacina meningocócica ACWY/ GlaxoSmithKline (GSK) é liberada para crianças a partir de 1 ano. Como eu desconhecia da possibilidade dessa vacina com 1 ano dei a Menigocócica C no posto de saúde, e a pediatra da Alice me orientou a dar a ACWY com 2 anos.

15 meses

Considerações:
Segue considerações já mencionadas anteriormente
Na rede Particular:
Reforço Hib ( Hemófilos B) , que não oferecido na rede pública . Essa quarta dose da Hib, que é um reforço, contribui para diminuir o risco de ressurgimento de doenças invasivas causadas pelo HIB em longo prazo .
A rede pública não disponibilizará a dose reforço da tetra viral ( SCR + Varicela). Se optado por vacinação na UBS o reforço será feito somente com a tríplice viral (SCR).
OBS: A vacina varicela em dose única mostrou-se altamente eficaz para a prevenção de formas graves da doença. Entretanto, em consequência da possibilidade da ocorrência de formas leves da doença em crianças vacinadas com apenas 1 dose da vacina varicela, sugere-se a realização de uma segunda dose da vacina.

Foi aqui aos 15 meses que me peguei numa dúvida cruel, hoje, pois minha filha tinha que tomar a vacina  DTP +VIP +Hib, eu achava que era a hexa, mas depois a enfermeira explicou que para minha bebê era a penta, pois ela já havia completado as doses das vacinas de hepatite. Coisa que sinceramente eu não sabia.

 

Ia dar também a da meningite B, porém o local onde ela toma vacina não tinha, a meningite B são 2 doses, devendo a 2ª dose ser aplicada 2 meses após a 1ª.

18 meses

4 anos

OBS: Recentemente, está disponível uma nova vacina, quadrivalente para proteger contra 4 sorogrupos de meningococo (A,C,W e Y). Sua utilização foi aprovada a partir de 2 anos de idade e é recomendada pela Sociedade Brasileira de Imunizações e Sociedade Brasileira de Pediatria como reforço (contra o meningococo C) ou como forma de ampliar a proteção para os outros sorogrupos de acordo com a necessidade de cada paciente.
No caso da meningite, que tem 12 tipos, a que mais causa contaminação no Brasil é a provocada pelo meningococo C, que responde por 80% dos casos da doença (os outros 20% são provocados pelos tipos B, W-135 e Y).
A vacina meningocócica ACWY/ GlaxoSmithKline (GSK) é liberada para crianças a partir de 1 ano.

Adolescentes

Reforço febre amarela quando indicado

A vacina contra o HPV ( papilomavírus humano ), usada na prevenção de câncer de colo do útero. O vírus HPV é responsável por 95% dos casos de câncer de colo do útero.
O HPV é capaz de infectar a pele ou as mucosas e possui mais de 100 tipos. Do total, pelo menos 13 têm potencial para causar câncer. Estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que 291 milhões de mulheres no mundo são portadoras do HPV, sendo que 32% estão infectadas pelos tipos 16, 18 ou ambos.
A vacina contra o HPV deve ser aplicada na adolescência, antes de iniciada a vida sexual.
Duas vacinas estão disponíveis no Brasil :uma quadrivalente contendo os tipos 6, 11, 16, 18 de HPV , indicada para meninas, meninos e jovens de 9 a 26 anos de idade; outra, bivalente contendo os tipos 16 e 18 de HPV , indicada para meninas e mulheres a partir de 9 anos.
Desde 10 de março de 2014,  o SUS oferece a vacina quadrivalente ( que confere proteção contra quatro subtipos do vírus 6, 11, 16 e 18, com 98% de eficácia) às meninas de 11 a 13 anos. Em 2015 serão vacinadas as adolescentes de 9 a 11 anos e, em 2016, as meninas de nove anos.
14 anos
dT/ dTp(a)  
Reforço a cada 10 anos, sendo que preferencialmente o primeiro reforço deve ser realizado com Dtp(a). Se o adolescente nunca tiver sido vacinado ou desconhecer o seu estado vacinal, um esquema de três doses deverá ser indicado, sendo a primeira dose com Dtp(a) e as demais com dT. As duas primeiras doses devem ter um intervalo de 2 meses entre elas e a terceira 6 meses após a segunda dose.

http://www.drarenatascatena.com.br/vacinas.html

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s